Blog Linux Avante

Doggo é um utilitário de pesquisa DNS com saída colorida, DNS-over-TLS e suporte DNS-over-HTTPS (linha de comando)

5 de abril de 2021

Doggo DNS Lookup Utility

Doggo é um utilitário de pesquisa DNS semelhante a dig, com saída colorida, Suporte para protocolos DNS-over-TLS e DNS-over-HTTPS e muito mais. Está disponível para macOS, Microsoft Windows e Linux.

Como dig, Doggo executa as pesquisas DNS e exibe as respostas retornadas dos servidores de nomes que foram consultados, úteis para solucionar problemas de DNS.

Outros recursos incluem suporte para exibir a saída como JSON, suporte a ndots e pesquisa de configurações do resolv.conf ou argumentos de linha de comando, e pode usar o IPv4, IPv6 ou ambos, entre outros. Ele suporta passar nomes de hosts, nomes de servidores, tipos, ou classes como argumentos de linha de comando, ou você pode usar argumentos de linha de comando "normais" em vez disso.

Para usar o Doggo, tudo o que você precisa fazer é passar o nome do host que você deseja consultar como o argumento da linha de comando, e a ferramenta de linha de comando solicitará os registros A:

Comandos para usar no terminal

doggo duckduckgo.com

Se você desejar, você pode especificar vários nomes de host para consultar. Basta separá-los por um espaço.

Você pode solicitar um tipo de registro específico passando-o na linha de comando antes ou depois do nome do domínio. Por exemplo, para solicitar registros A, NS e MX para o domínio duckduckgo.com:

Comandos para usar no terminal

doggo duckduckgo.com A NS MX

Você também pode especificar um servidor DNS para usar nas solicitações, por exemplo, para usar o DNS da CloudFlare:

Comandos para usar no terminal

doggo duckduckgo.com @1.1.1.1

Você também pode usar argumentos de linha de comando de forma longa para especificar o tipo de registro (-t/--type, servidor DNS (-n/--nameserver), classe (-c/--class) e nome do host para consultar (-q/--query). Veja a ajuda do doggo para obter detalhes.

Por padrão, o Doggo envia as consultas com UDP. Para enviá-los com TCP, especifique o DNS resolver usando @tcp://, assim (por exemplo, para o DNS resolver 1.1.1.1 da CloudFlare):

Comandos para usar no terminal

doggo duckduckgo.com @tcp://1.1.1.1

Para envio de consultas usando o DoT (DNS-over-TLS; a porta 853 é usada por padrão), especifique o DNS resolver usando @tls://, e.:

Comandos para usar no terminal

doggo duckduckgo.com @tls://@1.1.1.1

Para consultar um nome de host usando DoH (DNS-over-HTTPS), você precisará especiar o DoH resolver usando @https://, por exemplo, usando o DNS-over-HTTPS resolver da CloudFluve:

Comandos para usar no terminal

doggo duckduckgo.com @https://cloudflare-dns.com/dns-query

Doggo também está disponível como uma ferramenta web, em https://doggo.mrkaran.dev/

Você também pode querer verificar Dog, um cliente de DNS de linha de comando semelhante que inspirou doggo, mas escrito em Rust em vez de Golang.

Instalando o doggo

Instale o Doggo

A página inicial do projeto possui instruções para instalação do Doggo usando binários pré-compilados (para/usr/local/bin), usando Docker, a Snap Store, AUR, ou compilando da fonte . Você também pode ir para a página de lançamentos para baixar a fonte ou binários para Linux, macOS e Windows (com Amd64 e Arm64 estão disponíveis para Linux e macOS).

Confira a versão original desse post em inglês
Propaganda
Blog Comments powered by Disqus.
Propaganda