Blog Linux Avante

Como alterar o nome de usuário no Ubuntu, Debian, Linux Mint ou Fedora

26 de abril de 2019

Este é um guia passo a passo sobre como alterar seu nome de usuário no Debian, Ubuntu, Linux Mint (e outras distribuições Linux baseadas em Debian/Ubuntu) e Fedora.

As instruções explicam como alterar (renomear) o nome de usuário junto com o nome da pasta inicial do usuário, bem como uma solução simples para possíveis problemas com arquivos de configuração que ainda apontam para o nome da pasta inicial antiga. Há também uma etapa para alterar o nome completo (nome de exibição), que é mostrado na tela de login e em outros locais da área de trabalho.

Em todas as instruções/comandos a seguir, lembre-se de substituir usuarionovo pelo novo nome de usuário e usuarioantigo pelo ... nome de usuário antigo.

1. Crie um usuário temporário e conceda a ele privilégios de sudo

Faremos o login com o usuário temporário para realizar os comandos de mudança de nome de usuário. Dessa forma, não haverá problemas para executá-los a partir do mesmo usuário que estamos tentando renomear (por exemplo, processos em execução para esse usuário etc.).

Adicione um novo usuário temporário (tempuser) e conceda a ele privilégios sudo no Debian, Ubuntu ou Linux Mint (depois de inserir uma senha, você pode continuar pressionando Enter para pular a digitação do resto das informações):

Comandos para usar no terminal

sudo adduser tempuser

sudo usermod -aG sudo tempuser

Adicione um novo tempuser e conceda a ele privilégios sudo no Fedora:

Comandos para usar no terminal

sudo adduser tempuser

sudo passwd tempuser

sudo usermod -aG wheel tempuser

2. Faça login com tempuser e altere (renomeie) o nome de usuário, pasta inicial e grupo

Faça logout e, na tela de login, selecione tempuser e faça login com esse usuário. Em seguida, abra um terminal e execute estes comandos para alterar seu nome de usuário, pasta inicial e grupo de usuarioantigo para usuarionovo:

Comandos para usar no terminal

sudo usermod -l usuarionovo -d /home/usuarionovo -m usuarioantigo

sudo groupmod -n usuarionovo usuarioantigo

Se você receber um erro sobre um processo em uso para o nome de usuário antigo, elimine esse processo (kill PID), mas isso não deve acontecer na maioria dos casos, já que estamos logados usando um nome de usuário intermediário temporário para fazer essas alterações. Se isso acontecer, outra solução é reinicializar e fazer o login direto com tempuser, dessa forma não haverá nenhum processo usado pelo nome de usuário antigo.

3. Crie um link simbólico de /home/usuarionovo a /home/usuarioantigo

Alguns aplicativos mostrarão erros ao alterar o nome de usuário, porque em alguns casos existem arquivos de configuração que apontam para a pasta pessoal do nome de usuário antigo. Uma solução para isso é criar um link simbólico da nova pasta inicial para a pasta inicial antiga:

Comandos para usar no terminal

sudo ln -s /home/usuarionovo /home/usuarioantigo

4. Altere o nome de exibição/nome completo (nome, sobrenome)

No meu caso, ao tentar renomear um nome de usuário no Ubuntu 19.04 e no Fedora 29, o nome de exibição (nome completo) permaneceu inalterado na tela de login do GDM3 e no menu do usuário. No entanto, isso pode ser alterado usando:

Comandos para usar no terminal

sudo chfn -f "primeironome sobrenome" usuarionovo

Substitua primeironome e sobrenome pelo seu nome e sobrenome ou o que quiser que apareça na tela de login e em vários outros locais do sistema. primeironome e sobrenome também podem ser um item, por exemplo seu novo nome de usuário.

O comando chfn está disponível no Fedora no pacote util-linux-user, que não é instalado por padrão. Você pode instalá-lo no Fedora usando:

Comandos para usar no terminal

sudo dnf install util-linux-user

Depois de instalar este pacote, o comando chfn deve funcionar no Fedora.

5. Faça login usando o novo nome de usuário (renomeado) e exclua o usuário temporário criado na etapa 1

Efetue logout e selecione o novo nome de usuário renomeado na tela de login e prossiga para o login. Agora você pode excluir o usuário temporário criado na etapa 1 (tempuser) e sua pasta inicial:

Comandos para usar no terminal

sudo userdel -r tempuser

Confira a versão original desse post em inglês
Propaganda
Blog Comments powered by Disqus.