Blog Linux Avante

Nautilus não vai mais iniciar binários ou arquivos da área de trabalho

22 de janeiro de 2021

Nautilus (ou Arquivos), o gerenciador de arquivos Gnome, recebeu uma atualização no Git que remove sua capacidade de executar binários ou programas em geral. Isso significa que você não será capaz de clicar duas vezes em binários, scripts ou arquivos da área de trabalho para executá-los — isso inclui a caixa de diálogo que permite escolher se o arquivo deve ser iniciado ou mostrado.

Nautilus com menu em um arquivo

Uma consequência muito grande dessa mudança é que você não poderá mais iniciar arquivos AppImage do Nautilus, embora eu ache que os arquivos AppImage não foram intencionalmente visados por essa mudança (posso estar errado). Como uma observação, isso também afeta aplicativos ou jogos distribuídos como scripts de extração automática.

Isso ocorre porque os arquivos AppImage não estão instalados e, para executá-los, você deve usar um gerenciador de arquivos (mas esse recurso foi removido do Nautilus com esta atualização) ou criar um arquivo de desktop no ~/.local/share/applications/. Não vejo o último como uma solução porque não é nada intuitivo e é desnecessariamente complicado.

Esperamos que outra maneira de iniciar arquivos AppImage seja implementada no Gnome.

Por quê?

O commit do Git menciona o primeiro motivo da seguinte maneira:

Por muito tempo, costumávamos suportar isso, já que o desktop fazia parte do Nautilus. Além disso, naquela época não tínhamos um aplicativo de software em que você deveria instalar aplicativos. Naquela época, era comum que os aplicativos fossem entregues em um tarball, hoje isso está fora de questão.

Simplificando, não há mais necessidade do aplicativo Gnome Files para iniciar arquivos binários e de desktop.

Outro motivo por trás da decisão de não permitir o lançamento de binários ou arquivos da área de trabalho do Nautilus é a segurança. Novamente, a mensagem de confirmação explica isso:

Também não podemos estar seguros o suficiente para lidar com isso, como vimos no passado, permitimos que binários não confiáveis fossem lançados e, portanto, tínhamos um CVE (CVE-2017-14604) para o Nautilus. Não estamos sendo auditados (afaik) e não podemos deixar esse assunto escapar.

O commit completo está aqui.

Junto com esse recurso, parece que a capacidade de editar arquivos da área de trabalho (o que atualmente é possível a partir de um menu de contexto de arquivo da área de trabalho, selecionando Propriedades) também deixará de existir no Nautilus. Ou assim parece de acordo com este relatório de bug.

Preferências do Nautilus

Até essa mudança, o Nautilus tinha uma opção (captura de tela acima) para exibir arquivos executáveis, executá-los diretamente ou perguntar o que fazer cada vez que um arquivo executável fosse clicado duas vezes, enquanto o comportamento padrão era exibi-lo (com um editor de texto).

Notícias via Reddit (u/doubleunplussed).

Confira a versão original desse post em inglês
Propaganda
Blog Comments powered by Disqus.